Qual o poder do feedback positivo para a motivação da minha equipe?


O feedback positivo é capaz de motivar pessoas. Dentro de uma empresa, pode funcionar como um elemento essencial para gestão de equipes em busca do bom desempenho individual e coletivo.

O que ocorre é que as pessoas precisam ver o resultado de suas ações e o seu efeito para se sentirem realizadas. O trabalho precisa fazer sentido, caso contrário, se sentirão dispensáveis e desmotivadas.

Um gestor preparado reconhece o valor de cada membro da equipe e, o mais importante, verbaliza isso. Da mesma forma, quando diante de falhas, faz parte de sua função alertar o colaborador.

O poder do feedback positivo para a motivação da equipe

A motivação humana é investigada há décadas e uma conclusão sobre o que a determina é praticamente impossível. Porém, o que já se avançou a respeito do assunto é que o aspecto material, como a recompensa financeira, não é a principal fonte motivadora dentro do trabalho.

A pirâmide de Maslow, importante teoria sobre a motivação, conseguiu explicar essa dinâmica. Nela conseguimos ver que a necessidade de segurança que bens materiais podem trazer faz parte da base dessa pirâmide, sendo um nível mais básico.

No topo, que seria o grau mais elaborado de necessidades, está a autorrealização. Dentro da autorrealização, concretiza-se a capacidade de executar tarefas e obter sucesso por meio delas.

Nesse sentido, o feedback positivo se torna uma ferramenta indispensável para motivar o colaborador e, principalmente, manter esse nível de motivação a cada novo desafio, reforçando assim o valor individual de cada integrante de uma equipe para o bem coletivo.

Colocando o feedback em prática de forma correta

O feedback é importante desde o primeiro contato com o candidato, mesmo que ele não se torne um futuro colaborador. A reputação da empresa está em xeque em todos os processos em que ele está envolvido.

Caso o retorno seja negativo, a importância continua existindo. Do contrário, a imagem que será passada é de desrespeito, falta de profissionalismo e desorganização.

O feedback negativo tem o seu papel, devendo ser feito adequadamente e sempre que necessário.

No dia a dia com a equipe, manter os colaboradores informados é tarefa de um gestor competente. Um colaborador perdido, que não compreende o efeito de suas ações em seu grupo e na organização como um todo, provavelmente terá grandes problemas de produtividade.

É importante reconhecer que a fama do feedback em organizações muitas vezes não é a melhor.

Muitos colaboradores só entram em contato com esse tipo de experiência quando a mesma é feita de forma inadequada, sem necessariamente ser construtivo.

Por isso, uma das tarefas de um líder é transformar essa ação em uma prática reconhecidamente útil para a equipe como um todo, reforçando-a como um importante canal de conhecimento, e não uma forma de represália.

Dicas importantes na hora de dar o feedback

Linguagem adequada

A linguagem adequada envolve a compreensão do tipo de relação que se estabelece com a pessoa, que pode ser um candidato, um colaborador ou um parceiro.

Cada relação requer uma maneira de se comunicar, sendo o profissionalismo inerente a todas elas.

Neutralidade

A neutralidade nesse sentido não significa o mesmo que não ter um posicionamento crítico. Consiste em manter uma imparcialidade diante das pessoas, independentemente de opiniões pessoais ou descontextualizadas com o trabalho em si.

Embasamento sólido

Sempre que for preciso se dirigir à alguém para falar sobre a sua postura e/ou desempenho, é necessário ter uma base sólida de argumentos. Basear-se em comentários de terceiros, por exemplo, é algo inadequado e não caracteriza uma crítica construtiva.

Quer mais soluções em gestão de negócios e produtividade? Curta a nossa página no Facebook!

Confere também esse post sobre as principais competências de um gestor de sucesso!


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>