Muitas horas extras indicam mais produtividade? Entenda aqui!

horas extras

Sempre que você disser que não está sendo produtivo o suficiente, alguém chega e diz: “então trabalhe mais!”. Legal, parece bem lógico. Você pensa que existe uma relação entre horas extras e produtividade e que você ganhará mais por isso. Contudo, é bem provável que seu rendimento afunde tão rápido quanto seu corpo na cadeira.

Horas extras não são sinônimo de produtividade. Afinal, não se mede a qualidade de um trabalho pelo tempo, mas sim pela proporção entre tempo e o retorno.

Continue a leitura e entenda como ser mais produtivo, aproveitando ao máximo o seu trabalho!

Por que alguém faz hora extra?

1. Má administração do tempo

Se você fica 12 horas por dia no trabalho, 4 a mais que o padrão, é porque não consegue produzir tudo que precisa em 8. Isso quase sempre acontece quando o seu tempo produtivo é mal otimizado. Conflito de horários, tarefas mal organizadas, entre outros fatores, cortam o seu rendimento. E quanto mais você força, mais sua produtividade cai.

2. Excesso de trabalho

Pode ser que um único funcionário fique encarregado de muito mais tarefas do que ele consegue dar conta. Nem sempre isso é culpa de uma pessoa específica, mas um bom gestor pode identificar esse tipo de problema e corrigi-lo.

O que acontece quando não há uma boa relação entre horas extras e produtividade?

1. Queda na produtividade por exaustão

A lei que limita a jornada de trabalho a 40 horas semanais beneficia trabalhador e empresa. Várias pesquisas da época do fordismo, dos anos 30 aos 50, mostraram que a produtividade de um funcionário cai até 75% se ele for além do seu limite diariamente.

Colocando isso em números, um profissional que trabalha 4 horas a mais (50%) terá rendimento equivalente a um quarto do total. 12/4 = 3. Seriam necessários 3 funcionários trabalhando 12 horas por dia para ter o mesmo resultado de 1 trabalhando 8 horas diárias.

2. Maiores riscos à saúde

Além de já estar com a produtividade em queda, o profissional corre o risco de ficar doente. E isso envolve tanto doenças simples, como gripes, quanto problemas graves. E não é benéfico para ninguém que as 20 horas extras se transformem em 6 meses de internação.

3. Menos tempo para a vida pessoal

Um dos fatores que compromete a saúde psicológica é a falta de convívio social fora do trabalho. É natural que sua ocupação se torne parte do que você é, mas não ter uma vida além dela tem várias consequências.

Primeiro, a falta de influência externa o impede de agir com criatividade.

Segundo, haverá cada vez menos separação entre seus momentos de descanso e de trabalho. E terceiro, a monotonia pode levar uma pessoa a enjoar do seu emprego.

Por isso, é sempre importante definir prioridades para administrar bem o tempo e conseguir alcançar sucesso em todas as áreas, profissional e pessoal.

Como solucionar esses problemas?

1. Encontre seu ciclo de produtividade

O ciclo de produtividade de uma pessoa é a curva de rendimento ao longo do dia. Algumas pessoas produzem melhor na parte da manhã, enquanto outras são à noite. Para evitar horas extras, tente trabalhar suas principais tarefas durante esses períodos de pico, já que você realizará o trabalho em menos tempo.

2. Use ferramentas de auxílio para eliminar tarefas extras

Blocos de notas, agendas, softwares, entre outros são ótimas ferramentas para melhorar sua eficiência. Elas retiram do profissional certas responsabilidades, como verificação de conflito entre compromissos e notificações.

3. Adicione uma margem de erro em todos os prazos planejados

Algo que exige horas extras e produtividade é justamente o prazo de entrega. Alguns gestores costumam subestimar o tempo necessário para realizar certas tarefas, o que leva a equipe a ser sobrecarregada na tentativa de fornecer o serviço a tempo.

Claramente, isso tende a reduzir a qualidade do produto, já que o trabalho foi realizado às pressas. Adicionando de 30% a 50% a mais no prazo, é possível conter tanto o erro humano quanto qualquer imprevisto.

Agora você entende mais a relação entre horas extras e produtividade. Quer continuar acompanhando nossas novidades? Então curta nossa página no Facebook e receba nossos conteúdos em primeira mão!


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>