Gestão de demandas: 5 dicas para organizar os projetos da sua equipe

gestão de demandas

Uma das atribuições de um gestor de projetos é garantir que sua equipe consiga cumprir as atividades estabelecidas dentro do prazo, custo e escopo determinados. Para isso, é necessária muita organização e eficiência.

Gerenciar todas as demandas de um projeto ou de uma equipe não é uma tarefa fácil. Garantir que todos os profissionais possam ocupar sua jornada de trabalho com atividades produtivas e importantes para o projeto é uma atitude extremamente rara.

Deseja aprender mais sobre a gestão de demandas? Conheça 5 dicas para organizar os projetos da sua equipe lendo esse artigo!

1. Tenha um bom planejamento

O planejamento é fundamental para organizar os projetos da sua equipe. Ele te permitirá antever situações difíceis, nas quais a demanda por mais profissionais será maior. Além disso, uma empresa organizada e com projetos bem planejados consegue estar sempre à frente dos problemas, evitando que eles interfiram no desenvolvimento das atividades.

Certamente, você não estará livre dos imprevistos. É claro que existem situações que surgem em cima da hora e não conseguimos prever e, sem organização, elas podem afetar a execução das atividades como um todo.

Porém, ao adotar os conhecimentos de planejamento e organização, você conseguirá alocar os recursos necessários para sanar esse problema, causando o menor impacto possível nos serviços.

2. Adote o padrão SMART

O padrão SMART (Specific, Measurable, Attainable, Relevant, Time-based) é utilizado para definir metas empresariais. É válido lembrar que elas devem sempre ser exequíveis, reais e estimulantes. Dessa maneira, todos os seus profissionais estarão sempre se motivando e buscando a superação a cada dia.

A técnica SMART baseia-se na utilização de elementos que devem estar presentes em uma meta. A especificidade, a mensuração, a atingibilidade, a relevância e a temporalidade são os fatores que devem ser observados. Eles nada mais são do que a tradução de cada uma das letras da sigla SMART.

3. Faça uso da tecnologia

A tecnologia pode ser de grande ajuda para implantar o gerenciamento de tempo em seus projetos. Existem softwares capazes de te ajudar em todo o processo de organização, com atitudes simples como controle de horas, aceleração de faturamento, informações centralizadas e a execução de relatórios, por exemplo.

Realizar um controle de horas trabalhadas, por exemplo, é uma excelente maneira de garantir que os profissionais estão alocados e trabalhando nos projetos certos. O software em questão é capaz de fornecer uma planilha de Timesheet extremamente eficiente, facilitando que você acompanhe o progresso de todas as atividades, remaneje os integrantes das equipes e controle os recursos disponíveis.

4. Não deixe de se divertir

Não é porque estamos em um ambiente corporativo que não podemos nos divertir. Um momento de diversão e descontração é importantíssimo, inclusive, para o desempenho dos profissionais.

É necessário que, ao planejar o Timesheet, você reserve uma pausa para o cafezinho, por exemplo. Assim, os trabalhadores podem esfriar a cabeça e tirarem um pouco o foco do trabalho. Você pode considerar uma loucura, mas esses momentos serão seguidos de um aumento considerável na produtividade e na entrega de resultados, se tornando extremamente benéficos para a empresa.

5. Conheça o dia a dia da gestão de demandas

Realizando o planejamento das atividades, utilizando a técnica SMART em suas metas e empregando a tecnologia em seus projetos, a gestão de demandas se tornará de simples execução. Devemos ressaltar ainda que essas atividades são cíclicas.

Dessa forma, é imprescindível que você se antecipe às atividades de um projeto, buscando planejar e programar a execução de cada uma delas e garantindo que sua equipe tenha uma rotina de alta produtividade e eficácia.

Dessa maneira, qualquer imprevisto que vier a acontecer será devidamente designado para os profissionais com habilidades para solucioná-los e tempo para tal, evitando estresses, desgastes e excesso de trabalho por parte de um profissional.

E aí? Gostou do nosso artigo? Então, compartilhe-o nas suas redes sociais e ajude outros gerentes a organizarem seus projetos!


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>