Controle de horas trabalhadas: como calcular e suas vantagens

controle de horas trabalhadas

A ideia de manter um controle rígido sobre certos processos nem sempre é bem aceita, já que as pessoas gostam de liberdade e flexibilidade. Mas, para um líder que comanda uma equipe de profissionais, manter um bom gerenciamento e organização é fundamental. E isso não é diferente quando o assunto é o controle de horas trabalhadas.

Realmente, pode ser bem complicado controlar os horários de cada membro da sua equipe, incluindo hora de saída e entrada, horas extras e suas variantes, descontos e tantos outros detalhes.

Mas fique tranquilo. Estamos aqui para te ajudar! Neste post vamos explicar como calcular as horas trabalhadas e mostrar a importância de você manter o controle. E, no fim, vamos dar uma dica para você fazer isso com facilidade.

Como calcular e faturar as horas trabalhadas?

Para realizar o cálculo, é preciso ficar ligado no que diz a lei. Segundo a Constituição Federal (Art. 7º inciso XIII), a duração do trabalho normal não pode ultrapassar 8 horas diárias e 44 semanais. Então, o cálculo fica assim:

  • Jornada de segunda a sexta: 8 horas x 5 dias = 40 Horas.
  • Jornada aos sábados: 4 Horas.
  • Total semanal: 44 Horas.

E o mês? Quando o assunto é legislação, o mês comercial tem 5 semanas. Então:

  • 44 horas por semana x 5 semanas = 220 horas mensais.

Fácil, não é? A partir daí, descobrimos o valor da hora trabalhada, e outros cálculos podem ser feitos, como o valor da hora extra.

Por exemplo, digamos que um funcionário ganhe R$ 1.800,00. Dividimos esse valor por 220 horas mensais e obtemos o valor da hora trabalhada desse funcionário.

  • R$ 1.800,00 dividido por 220 horas = R$ 8,18 por hora.

Por que é importante manter um bom controle de

horas trabalhadas?

Não ache que manter um controle de horas trabalhadas é perda de tempo. Fazer isso traz benefícios diretos na relação com seus colaboradores e na organização das rotinas de trabalho como um todo. Entenda um pouco mais! Listamos 5 motivos para você fazer o controle das horas trabalhadas.

1. Adequação à legislação

O art. 74, § 2 º da CLT determina que, para empresas com mais de 10 funcionários, o controle de horas trabalhadas é obrigatório, por meio de um “registro manual, mecânico ou eletrônico”.

Se sua empresa se enquadra nesse perfil, não tem pra onde correr: o controle é obrigatório. Isso serve para proteger tanto os direitos do trabalhador como do empregador.

2. Diferencial competitivo

Por meio do bom controle de horas trabalhadas, os gestores são capazes de administrar melhor esse tempo, analisando e propondo estratégias para que essas horas sejam cada vez mais produtivas.

3.Uma ferramenta para os gestores

O controle eficiente da jornada de trabalho dos funcionários é uma ferramenta muito útil na hora de planejar o tempo para a execução de tarefas e projetos da empresa. Os gestores vão ter em suas mãos todos os dados necessários para medir quando tempo real de mão de obra eles terão para cumprir os prazos e suas metas.

4. Aumento da produtividade

O gerenciamento da jornada dos funcionados está descontrolado, é muito provável que a produtividade também fique perdida.

Alguns colaboradores talvez estejam sendo improdutivos por causa do excesso de trabalho. O controle de horas trabalhadas vai revelar esse quadro, servindo de base para que os gestores reorganizem essa rotina.

5. Melhora no controle das tarefas

Qual o volume de tarefas que seus funcionários são capazes de realizar individualmente e em grupo? Quais delas demandam mais tempo? É possível aumentar o número de tarefas sem que isso afete a qualidade e a satisfação dos colaboradores? Essas questões vão ser respondidas se você tiver um controle eficiente das horas trabalhadas.

Que tal usar uma ferramenta para manter o controle?

Com tantos números e cálculos à sua frente, é muito fácil se confundir e cometer erros que afetarão seu negócio e seus funcionários.

Por isso, aqui vai a dica: use um sistema de apontamento de horas, que melhora a produtividade e facilita os cálculos para o faturamento. Por que não experimentar? Você vai conseguir gerenciar essas tarefas com tranquilidade sem esquentar a cabeça com tantos detalhes.

 

 

Mais uma dica: não basta ter o controle de horas trabalhadas, é preciso fazer com que elas sejam produtivas! Veja como fazer isso no post Controle de horas produtivas: entenda como funciona!


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>