Música - Hashtrack

Quando ouvimos música, uma parte de nosso cérebro chamada núcleo accumbens é ativada. Ela comanda a liberação de dopamina, um neurotransmissor chamado de ‘químico do prazer’ – é a mesma substância liberada quando você come seu prato preferido ou pratica uma atividade física. Mas a quantidade de dopamina liberada depende do elemento surpresa:

Quando você está ouvindo uma playlist e se depara com uma música incrível, que você não conhecia, a quantidade de dopamina liberada é muito maior do que quando você está ouvindo o seu hit preferido mais uma vez.

Mas como isso pode me ajudar a ser mais produtivo? Listamos alguns itens abaixo sobre como podemos usar a música ao nosso favor.

Música para tarefas repetitivas e chatas

Um estudo da Neuroscience of Behavior and Physiology apontou que a habilidade de uma pessoa de reconhecer imagens, letras ou números aumentava quando ela ouvia rock ou música clássica. A mesma coisa acontecia com funcionários de uma linha de montagem – eles cometiam menos erros, trabalhavam mais rapidamente e o tempo também parecia passar mais rápido. Ou seja, na hora de fazer algo repetitivo ou rotineiro, use seus fones.

Para relaxar

O gosto musical entre uma pessoa e outra pode variar imensamente. Mas ouvir nosso gênero preferido de música ajuda a diminuir a tensão, independente de qual seja o tipo de som que você mais curte.

Manter o foco

Quando ouve canções e encontra uma que você adora, com uma letra com a qual você se identifica, seu cérebro pode liberar mais dopamina do que deveria aumentando sua concentração.

Mas cuidado! Muita dopamina faz com que você perca o foco. Portanto, prefira músicas já conhecidas ou, opte por músicas instrumentais, sem voz.

Inspiração

De acordo com os cientistas, o ideal é o som de um café. Sem voz, com barulho de fundo suave. E, por sorte, há uma ferramenta que simula o som desse ambiente, o  Coffitivity.

Tarefa nova e complexa? Aperte o Pause

No caso da leitura de um novo documento, de um relatório ou qualquer coisa nova que demande novas conexões neurais. Aperte pause. Um estudo mostra que, ao precisarem decorar uma sequência de sons e números, participantes da pesquisa tinham mais dificuldade de lembrar das ordens quando uma música tocava baixinho ao fundo. Ou seja, se você está fazendo algo novo e complexo, o silêncio é a melhor opção.

Um post adaptado de: http://glo.bo/1bD66j8


Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>